BigProfiles

BigProfiles-logo

Geomarketing e Inteligência Artificial para adquirir novos clientes e aumentar a fidelidade

Geomarketing e Inteligência Artificial para adquirir novos clientes e aumentar a fidelidade

Dado que o número de  usuáriosde smartphones  é aproximadamente 6,64 bilhões em todo o mundo (quase um por cada pessoa!), ouvimos cada vez mais falar de “geomarketing”, ou seja, um tipo de marketing digital, baseado em Big Data, que, no entanto, está estritamente relacionado com a posição geográfica do público-alvo, até a chamada geolocalização.

Esta informação é recolhida por marcas e varejistas através de serviços ou aplicações que, naturalmente, pedem consentimento prévio dos seus usuários. Falamos de mapas, navegadores, redes sociais, aplicações dedicadas ao esporte, ao mundo das Viagens e Turismo, à meteorologia e muito mais. Enfim, estamos a falar de serviços que hoje fazem parte do cotidiano de todos nós.

Nestas situações, os dados recolhidos dizem respeito à posição geográfica de uma pessoa, registrada em tempo real; os locais de interesse do usuário (selecionados por meio de preferências, comportamento passado e várias outras métricas) e serviços e atividades próximos, que podem atender às preferências e interesses individuais do usuário.

E assim, já nestes primeiros elementos, começam a surgir os temas do marketing preditivo orientado por dados e, sobretudo, da personalização através da comunicação one-to-one e personalizada.

É importante sublinhar, no entanto, que quando falamos em geomarketing não nos referimos apenas à presença de um ponto de interesse específico nas “ imediaçõesimediações”, mas sim a algo que atua (e interage) com a própria loja física. Na verdade, pensem em como nossos hábitos mudaram quando nos encontramos dentro de uma loja. Se, por exemplo, estamos numa loja de eletrônica e temos interesse em adquirir uma televisão nova, todos pesquisamos online, nos nossos smartphones, as características dos diferentes dispositivos; nos informamos sobre performances, lemos opiniões, críticas, feedback; comparamos preços; vamos caçar as melhores ofertas.

As vantagens de implementar uma estratégia de geomarketing para o seu negócio são verdadeiramente múltiplas e enormes.

Em primeiro lugar, existem possibilidades de interceptar alvos muito específicos com ferramentas digitais. Se tem um restaurante na província de Roma, é inútil que a sua oferta do menu do meio-dia chegue a um utilizador da província de Milão, a menos que este esteja nas proximidades naquele momento, talvez de férias, ou por motivos de trabalho.

Se é verdade que a fidelização é o verdadeiro objetivo de todo negócio, o geomarketing é o melhor aliado para alcançá-lo. De fato, com as ferramentas adequadas, é possível construir experiências e jornadas de cliente verdadeiramente personalizadas, que passam da loja física para o mundo digital, com pontos de contato construídos numa perspectiva omni canal.

Depois, há enormes possibilidades relacionadas ao upsell e à venda cruzada.

Mesmo neste caso, o digital pode e deve ser muito cirúrgico: já não se trata de disparar contra a multidão com ofertas e comunicações um-para-muitos. Mas podemos e devemos avançar cada vez mais para um verdadeiro diálogo um a um, com ofertas adaptadas a cada usuário, às suas características, às suas preferências, ao seu comportamento passado e às suas possíveis necessidades.

Além disso,  interessante e decisivo é que desta forma se desencadeia um verdadeiro círculo virtuoso. Quanto mais você conhece o cliente, mais você consegue interceptá-lo da melhor maneira e consegue traçar um perfil dele ainda mais aprofundado. Sempre com a máxima atenção a tudo o que diz respeito à privacidade e ao consentimento informado.

Condividi